Ações

Somos mais de 8 mil pessoas unidas por um objetivo comum e não estamos sozinhos. Temos uma estrutura criada para facilitar a nossa ação, com atividades que concretizam a ambição que queremos alcançar. Já sabemos que as utopias, quando bem estruturadas, movimentam pessoas, que movimentam as transformações. Tenham isso em mente o tempo todo, em cada pequena ação que fizerem, e veremos, juntos, a mudança acontecer. (Jerônimo Ramos, responsável pelo Investimento Social do Santander)

 

Criadas por especialistas em educação e sustentabilidade, as atividades do PEB têm os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável como direcionadores. Cada atividade trabalha um aspecto diferente dos ODS e buscam, de maneira divertida e prazerosa, promover:

  • A integração da comunidade escolar (educadores, alunos, pais, funcionários e comunidade do entorno).
  • A formação integral e cidadã das crianças e jovens que frequentam as instituições de ensino parceiras.
  • O empoderamento e a mobilização desses públicos, para que também possam dar a sua contribuição no alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Como planejar as ações junto às escolas parceiras

Agende uma conversa com a coordenação da instituição. Na apresentação ao lado, você encontra todas as informações necessárias para apresentar o trabalho do PEB. Faça o download e leve esse material com você.

Avalie a possibilidade de integrar as ações voluntárias ao planejamento anual de atividades que a instituição já possui. Neste momento, é muito importante que a divisão de papeis e o planejamento das ações sejam construídos em parceria com a instituição de ensino.

A meta é que cada núcleo realize ao menos duas ações por ano.

 

Veja, no diagrama abaixo, os passos para realizar uma ação

Uso de recursos do fundo PEB

É possível solicitar recursos financeiros para a realização das ações voluntárias. Confira as regras e os procedimentos descritos no Formulário para Solicitação de Fundo PEB. Se ainda tiver dúvidas, consulte o tutorial em vídeo ou as Perguntas Frequentes.

 

Infográfico: Simone Chacham